• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Vettel acaba época em grande no Brasil
Publicado em 25.Nov.2013
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

O Mundial’2013 de Fórmula 1 terminou, como seria previsível, sob os auspícios da dupla que dominou a temporada de uma forma como há muito não se via. Sebastien Vettel e a Red Bull assinalaram a 13ª vitória em 19 possíveis, com o tetracampeão mundial a estabelecer um novo recorde para a história: nove vitórias consecutivas. E igualou uma marca de referência que o seu compatriota Michael Schumacher, com a Ferrari, estabelecera em 2004, ao ganhar no mesmo ano por 13 vezes.

Não surpreendem, pois, as suas palavras na hora da despedida: “Estou triste por ter acabado a época, mas orgulhoso do que conseguimos. O nosso domínio nas últimas corridas foi um pouco perverso…”, disse o jovem alemão. Ou seja, Vettel não escondeu que o monolugar da Red Bull – estreado no verão, no GP da Bélgica, em Spa-Francorchmaps, e a partir de então invencível… – estava cada vez mais rápido e no GP do Brasil, neste fecho de temporada, foi por demais evidente a sua superioridade face à concorrência e nem o colega de equipa Mark Webber, na corrida de despedida da Fórmula 1, conseguiu fazer jogo idêntico.

“Foi um prazer terminar no pódio, com dois dos melhores pilotos desta geração. Foi um bom fim de carreira, depois de uma luta interessante com todos estes com quem gostei de lutar ao longo destes anos: Sebastien Vettel, Fernando Alonso, Lewis Hamilton e Nico Rosberg”.

Fernando Alonso, o vice-campeão, terminou na terceira posição, mas a Ferrari, por uma diferença de seis pontos, deixou fugir para a Mercedes o segundo lugar no campeonato de construtores, algo que se deveu à penalização aplicada a Felipe Massa – por ter pisado com as quatro rodas do monolugar a zona tracejada que delimita a entrada nas boxes, algo para que os pilotos haviam sido avisados! –, obrigando-o a uma passagem pela via das boxes, o que o deixou longe dos primeiros lugares.

Classificação final do Mundial de F.1

Pilotos

1º, Sebastien Vettel (Red Bull), 397 pontos

2º, Fernando Alonso (Ferrari), 242

3º, Mark Webber (Red Bull), 199

4º, Lewis Hamilton (Mercedes), 189

5º, Kimi Raikkonen (Lotus), 183

6º, Nico Rosberg (Mercedes), 171

7º, Romain Grosjean (Lotus), 132

8º, Felipe Massa (Ferrari), 112

9º, Jenson Button (McLaren), 73

10º, Nico Hulkenberg (Sauber), 51

Construtores

1º, Red Bull, 596 pontos

2º, Mercedes, 360

3º, Ferrari, 354

4º, Lotus, 315

5º, McLaren, 122

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios