• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Ricardo Moura tricampeão nacional de ralis
Publicado em 10.Nov.2013
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Pelo terceiro ano consecutivo, Ricardo Moura, formando dupla com António Costa num Skoda Fabia S2000 – as primeiras provas, Rali Terras de Fafe e Rali de Portugal, foram disputadas com um Mitsubishi Lancer de Grupo N –, sagrou-se campeão nacional de ralis, mas desta vez o título foi decidido a três na última prova da temporada, o Rali Casinos do Algarve, algo que não sucedia há muito. Bernardo Sousa (Ford Fiesta S2000) e Pedro Meireles (Skoda Fabia S2000) foram os grandes rivais do piloto dos Açores, especialmente o primeiro, que chegara ao palco de todas as decisões na liderança do campeonato, depois de ter ganho as primeiras três provas da época (Terras de Fafe, Cidade de Guimarães e Centro).

Na hora do tudo por tudo, Sousa começou por ser o mais rápido, como foi quase uma constante ao longo da época, mas, também à semelhança de ocasiões anteriores, não conseguiu traduzir essa velocidade em resultados e um furo na terceira classificativa deixou-o fora da corrida pelo título, ao perder quase três minutos para Ricardo Moura. Problemas de motor no Fiesta ditaram, entretanto, a desistência do piloto madeirense.

A partir de então, Moura ficou dono e senhor do campeonato, face a Pedro Meireles, não necessitando mais do que manter-se na estrada até final para garantir o tricampeonato, o que veio a suceder, vencendo o rali algarvio por uma diferença de 35,3. O veterano Adruzilo Lopes (Subaru Impreza R4) voltou a estar em destaque, terminando o rali de encerramento da época na terceira posição.

Dos três candidatos ao título, Meireles foi o único que não venceu qualquer rali, registando como melhores resultados três terceiros lugares.

“Foi uma época que teve um sabor especial. Começámos o campeonato em Grupo N, passando depois para o Skoda Fabia S2000 e acabei por demonstrar que essa também foi uma aposta ganha. Julho que demonstrámos o que tínhamos a demonstrar”, declarou Ricardo Moura.

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios