• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Ralis: A ressurreição de Sordo
Publicado em 26.Aug.2013
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Dois factos marcaram o recente Rali da Alemanha, nona jornada do Mundial: a derrota da Volkswagen no seu próprio terreno e a primeira vitória do espanhol Dani Sordo numa prova do campeonato. Com o título de pilotos à sua mercê, o francês Sébastien Ogier poderia, até, conquistá-lo por antecipação a quatro provas do fim, mas a verdade é que tanto ele como o seu colega da equipa estiveram desastrados – a equipa germânica apenas alinhou com dois Polo R, já que Andreas Mikkelsen não pôde fazê-lo devido a um acidente sofrido pelo seu navegador – no rali em que a Volkswagen, nesta época de regresso à estrada, mais queria brilhar.

Perante condições climatéricas instáveis, a deixarem as classificativas entre o asfalto com zonas húmidas e outras mais secas, os grandes protagonistas acabaram por ser Dani Sordo e Thierry Neuville, afinal os que menos erraram ao longo dos três dias de prova. O piloto espanhol da Citroen, nesta temporada em que voltou à equipa francesa para um programa completo no campeonato, há muito andava “apagado”, ao ponto de para a Austrália (12/15 setembro) ter sido preterido em favor do britânico Chris Meeke, também piloto do Grupo Citroen/Peugeot.

Vendo o terreno fugir-lhe, no seio do construtor francês, por falta de resultados, desta vez Sordo foi não só capaz de controlar a sua própria pressão nas classificativas de asfalto alemãs, mas também de levar a melhor no duelo com o jovem belga Thierry Neuville, por pouco mais de uma dezena de segundos. O piloto da Ford, que já na Finlândia havia estado em evidência, confirmou na Alemanha que, face à evolução registada nestas duas últimas épocas, é já um valor seguro e um nome a ter em conta no mercado de pilotos para 2014.

A última vitória espanhola numa prova do Mundial de Ralis ocorrera há nove anos, quando Carlos Sainz triunfou no Rali da Argentina.

Numa prova em que Mikko Hirvonen terminou no último lugar do pódio, merece ainda destaque o quinto lugar final e primeiro da categoria WRC2 do ex-piloto de Fórmula 1 Robert Kubica (Citroen DS3) que neste ano de estreia no Mundial continua a registar excelentes desempenhos. E não surpreenderá que o piloto possa fazer algumas provas já em 2014 pela equipa oficial…

Classificação após a 9ª das 13 provas do Mundial:

1º, Sébastien Ogier (VW Polo), 184 pontos

2º, Thierry Neuville (Ford Focus), 109

3º, Jari Matti-Latvala (VW Polo), 98

4º, Dani Sordo (Citroen DS3), 96

5º, Mikko Hirvonen (Citroen DS3), 88

6º, Sebastien Loeb (Citroen DS3), 68

Construtores

1º, Volkswagen, 262 pontos

2º, Citroen, 236

3º, Ford, 127

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios