• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
MotoGP: Marc Marquez ou a formiguinha
Publicado em 17.Sep.2013
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

A pouco e pouco, qual formiga no seu labor a amealhar para mais tarde comer, Marc Marquez vai somando pontos no Mundial de MotoGP e na última etapa do campeonato, no Grande Prémio de San Marino, em Misano, voltou a ser segundo classificado, atrás de Jorge Lorenzo – agora empatado com Dani Pedrosa no segundo lugar –, mantendo uma vantagem confortável de 34 pontos quando restam cinco jornadas para o termo da época. Lorenzo e a Yamaha estiveram irresistíveis em Misano, com o espanhol a registar a sua sexta vitória consecutiva numa pista italiana, mas a verdade é que o estreante Marquez continua na posição de grande favorito para a conquista do título e basta-lhe ser segundo em todas as corridas que faltam para fazer a festa, embora ele próprio ambicione mais… “Quero voltar a vencer esta época!”, garante o jovem piloto catalão, que em Misano confessou ter cometido dois erros no início da prova, o que de algum modo facilitou a “fuga” de Jorge Lorenzo.

“O importante é que acabei com 20 pontos. No início cometi dois erros, o que me fez perder tempo. Devia ter tido um pouco mais de paciência e perder dois ou três décimos em vez de perder dois segundos. Mas há que não esquecer que este é o meu primeiro ano em MotoGP e alguns erros teria que cometer…”, comentou Marquez, mesmo assim radiante com o segundo lugar do pódio.

Lorenzo, por seu turno, referiu que o novo sistema de velocidades “seamless” estreado pela Yamaha em Misano, lhe permitiu concluir ganhar algum tempo…

“Creio que nos dá vantagem, designadamente em alguma curvas nas quais engrenamos velocidades com a moto inclinada, mas ainda há que aperfeiçoá-lo”.

A próxima prova será o Grande Prémio de Aragon, em Espanha, a 26 e 27 deste mês de Setembro.

Classificação do Mundial de MotoGP após a 13ª das 18 provas

1º, Marc Marquez (Honda), 253 pontos

2º, Jorge Lorenzo (Yamaha), 219

3º, Dani Pedrosa (Honda), 219

4º, Valentino Rossi (Yamaha), 169

5º, Cal Crutchlow (Yamaha), 146 

Moto3: Miguel Oliveira com problemas físicos foi sétimo

Numa corrida em que poderia ter feito melhorado os resultados das últimas provas, na sequência de algumas melhorias, a nível técnico, na sua Mahindra, Miguel Oliveira, devido a problemas de ordem física, não conseguiu melhor do que a sétima posição final. Numa corrida dominada, como sempre, pelos pilotos das KTM, com vitória de Alex Rins secundado por Maverick Viñales e Alex Marquez (irmão de Marc Marquez, líder do Mundial de MotoGP), Oliveira chegou a estar na luta pela quinta posição, mas a 15 voltas do fim voltou, como em 2012 e nesta mesma pista, a sofrer de “arm-pump”, ou seja a falta de circulação rápida de sangue no organismo levava à compressão dos músculos e perda de sensibilidade.

Vou tentar perceber junto dos médicos os motivos desse problema, pois tal só me acontece neste circuito”, referia o jovem piloto português da equipa indiana Mahindra.

Classificação do Mundial de Moto3 após a 12ª das 17 provas:

1º, Luís Salom (KTM), 246 pontos

2º, Maverick Viñales (KTM), 227

3º, Alex Rins (KTM), 225

4º, Alex Marquez (KTM), 133

5º, Jonas Folger (KTM), 120

6º, Miguel Oliveira (Mahindra), 104

7º, Jack Miller (Honda), 66

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios