• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
F1: Um campeão mais do que anunciado
Publicado em 07.Oct.2013
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Sebastien Vettel e a Red Bull estão à beira de confirmar, como previsto, a conquista dos respetivos títulos da presente temporada na Fórmula 1, dominando em absoluto um Grande Prémio da Coreia que não teve história, face à superioridade daquela dupla. O jovem piloto alemão, a caminho de amealhar o seu quarto campeonato consecutivo, controlou como quis a concorrência para somar, na pista de Yeongam, a sua oitava vitória da época e quarta seguida.

Quanto restam cinco provas para o final, o campeão em título poderá fazer a festa já este próximo fim de semana (11/13 outubro), no Grande Prémio do Japão, o que nem constituiria surpresa, numa altura em que os adversários há muito pensam… em 2014, quando se abrirá um novo ciclo com a entrada em vigor de um regulamento técnico substancialmente diferente, obrigando todos os intervenientes a partir do zero.

Um dos poucos pontos quentes da jornada coreana – que, felizmente, não foi afetada pelos efeitos de um tufão – teve a ver com a temperatura das declarações em turno dos pneus, a partir do momento em que Fernando Alonso, em nítidas dificuldades com o seu Ferrari para tirar partido dos mesmos, teceu críticas à sua durabilidade, levando o responsável da Pirelli a aconselhá-lo a questionar Sebastien Vettel como era possível ser rápido sem conhecer tais problemas… Uma resposta nada política, no calor das emoções, que levaria pouco depois Paul Hembrey a apresentar um pedido de desculpas à Ferrari e ao piloto espanhol por se ter excedido nas palavras…

O certo é que o rival de Vettel na discussão do título voltou a ficar para trás, o que diz bem da dificuldade da Ferrari, já com os olhos e as ideias em 2014, depois de mais uma época de fracasso, só disfarçada em algumas ocasiões pela garra e determinação do piloto espanhol. No sentido inverso esteve, mais uma vez, a Lotus, que até conseguiu na Coreia colocar os seus dois pilotos no pódio e à frente de um jovem alemão que dá pelo nome de Nicolas Hulkenberg (Sauber) e promete, a curto prazo, deixar de ser um mero figurante…

Classificação após a 14ª das 19 provas do Mundial de Fórmula 1

Pilotos

1º, Sebastien Vettel (Red Bull), 272 pontos

2º, Fernando Alonso (Ferrari), 195

3º, Kimi Raikkonen (Lotus), 167

4º, Lewis Hamilton (Mercedes), 161

5º, Mark Webber (Red Bull), 130

6º, Nico Rosberg (Mercedes), 122

Construtores

1º, Red Bull, 402 pontos

2º, Ferrari, 284

3º, Mercedes, 283

4º, Lotus, 239

5º, McLaren, 81

Próxima prova: Grande Prémio do Japão, em Suzuka (11/13 outubro)

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios