• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
F.1: Vettel e Red Bull agitam a Ferrari
Publicado em 10.Sep.2013
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Ao somar na pista de Monza, palco do Grande Prémio de Itália, o sétimo triunfo da época, Sebastien Vettel e a Red Bull deram uma espécie de golpe final nas aspirações de Fernando Alonso e da Ferrari em termos de luta pelo título, mesmo se ainda faltam seis jornadas para o termo do Campeonato do Mundo de Fórmula 1. Continua a ser inquestionável a superioridade do tricampeão e do monolugar concebido por Adrian Newey, como se confirmou, mais uma vez, em “casa” da Ferrari, em ocasiões anteriores capaz de fazer “milagres” e surpreender no traçado milanês mesmo quando a época não lhe corre de feição. Alonso ainda conseguiu ser segundo e superar, na discussão de um lugar no pódio, o Red Bull de Mark Webber, mas pouco mais lhe restará, como à equipa italiana, do que pensar em 2014, pois anular os 53 pontos de vantagem do líder Vettel nas corridas que restam será tarefa, em condições normais, praticamente impossível.

Portanto, com a questão do título quase decidida, porque apenas uma “catástrofe” afastará o jovem alemão da Red Bull do seu quarto título mundial consecutivo, a Ferrari assume, entretanto, o protagonismo nestes dias mais próximos, porque… estará para anunciar o nome do seu “segundo” piloto para 2014. O espanhol Fernando Alonso mantém-se com o estatuto de intocável, mas a saída do brasileiro Felipe Massa, depois de três épocas de resultados modestos e performances bem distantes do colega de equipa, parecia inevitável e esta terça-feira o próprio revelou, através da rede social Instagram, aquilo que a Ferrari evitou fazer no Grande Prémio de Itália, em Monza: “Não vou correr mais pela Ferrari em 2014! Gostaria de agradecer pela amizade, vitórias e um lindo momento com a Ferrari”.

Com a entrada em vigor de um novo regulamento técnico em 2014 marcado por alterações profundas face ao atual, significando que todas as equipas vão partir do zero e em igualdade de circunstâncias – sem aproveitar soluções já conhecidas –, a Ferrari quer um segundo piloto tão rápido e consistente como Fernando Alonso. Para lhe permitir um ataque mais forte à conquista de pontos e, de forma indireta, aliviar a pressão que nos últimos recai nos ombros do piloto espanhol. E é aí que entra o finlandês Kimi Raikkonen, cujo regresso à equipa de Maranello deverá ser anunciado por estes dias ou talvez mesmo hoje [11 de Setembro]. O rumor do acordo entre o finlandês e a equipa italiana dura há cerca de um mês e quatro anos depois de ter recebido uma indemnização de cerca de 25 milhões de euros da Ferrari para “rasgar” o ano de contrato que lhe restava e ir embora, de modo a permitir a entrada de… Fernando Alonso, o “Ice Man” estará de volta.

“A situação de 2009, quando prescindimos de Raikkonen, não tinha nada a ver com as circunstâncias que vivemos atualmente. Aliás, não gosto de olhar para trás…”, confessou em Monza, no último fim de semana, o diretor-desportivo da Ferrari, Stefano Domenicali, quando alguns jornalistas o questionaram sobre o possível regresso de Raikkonen, sem que no entanto confirmasse o nome do futuro substituto de Felipe Massa…

A confirmar-se que a Ferrari volta a ter nas duas fileiras o último piloto que com ela se sagrou campeão mundial de Fórmula 1 (em 2007), resta saber como reagirá em 2014 Fernando Alonso, que passa a ter, como lhe sucedeu em 2008 na McLaren com Lewis Hamilton, um colega capaz de “beliscar” o seu estatuto e que, agora, no interior da equipa italiana, começa a ser alvo de alguma críticas por às vezes falar demasiado… 

Classificação após a 12ª das 19 provas do Mundial de F.1:

Pilotos

1º, Sebastien Vettel (Red Bull), 222 pontos

2º, Fernando Alonso (Ferrari), 169

3º, Lewis Hamilton (Mercedes), 141

4º, Kimi Raikkonen (Lotus), 134

5º, Mark Webber (Red Bull), 130

6º, Nico Rosberg (Mercedes), 104

7º, Felipe Massa (Ferrari), 79

8º, Romain Grosjean (Lotus), 57

9º, Jenson Button (McLaren), 48

10º, Paul Di Resta (Force India), 36

Construtores

1º, Red Bull, 352 pontos

2º, Ferrari, 248

3º, Mercedes, 245

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios