• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Erro de Marquez faz Lorenzo sorrir
Publicado em 21.Oct.2013
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Num ápice, o Mundial de MotoGP ficou ao rubro no seguimento do Grande Prémio da Austrália, por obra e graça de um erro da equipa Honda que custou a Marc Marquez a sua desclassificação na corrida e o inevitável encurtar da vantagem de 43 para 18 pontos face a Jorge Lorenzo (Yamaha), quando restam duas provas para o final do campeonato. Ninguém, muito menos o jovem prodígio da Honda, imaginaria que a jornada australiana lhe fosse madrasta e tudo começou com o inesperado e excessivo desgaste dos pneus Bridgestone na pista de Phillip Island, algo que colheu de surpresa toda a gente e se terá devido ao facto de ter recebido um novo tapete de asfalto para a antepenúltima prova do Mundial. A primeira solução encontrada para minimizar o problema e garantir a segurança dos pilotos foi encurtar para 29 voltas a corrida de MotoGP, mas a segunda e última é que valeu: total de 19 voltas, mas com uma paragem nas boxes até à 10ª [volta] para troca de moto, sendo interdito cumprir um número superior a dez voltas com os mesmos pneus.

A estupefação aconteceu quando Lorenzo, Pedrosa, Rossi e os demais cumpriram a sua ida à boxe para troca de moto na “janela” regulamentar, ou seja até à 10ª volta, e Marquez só o fez só na seguinte (11ª). Até essa altura, tinha a corrida perfeitamente controlada, com um lugar no pódio garantido – até poderia vencer… – , mas o erro da sua equipa, ao mandá-lo entrar fora de tempo, levou a organização a exibir-lhe a bandeira preta, sinal de que estava desclassificado.

“Sabíamos que se devia entrar entre a volta nove e a dez, mas acreditávamos que a dez entrava no limite dado pela Bridgestone e esse foi o principal problema. O plano estava traçado e era entrar na última [volta] que se podia, entre dez e onze. Claro que houve confusão, um grande erro, mas agora já não podemos fazer nada”, desabafava, mais tarde, Marc Marquez, que foi bem claro em relação à sua equipa:

“Eu sempre disse que todos nós, seres humanos, erramos, hoje os mecânicos, amanhã eu. As corridas são mesmo assim. Agora há que olhar em frente e pensar na próxima prova…”.

Claro que a má sorte de Marquez agradou a Lorenzo (“eu também já tive muitos azares esta época…”, lembrou o piloto da Yamaha), vencedor da corrida australiana, na frente de Dani Pedrosa, o colega de equipa de Marquez, e do veterano Valentino Rossi.

A próxima prova corre-se já este fim de semana (26/27 de outubro), no Japão.

Classificação após a 16ª das 18 provas do Mundial de MotoGP

1º, Marc Marquez (Honda), 298 pontos

2º, Jorge Lorenzo (Yamaha), 280

3º, Dani Pedrosa (Yamaha), 264

4º, Valentino Rossi (Yamaha), 214

5º, Cal Crutchlow (Yamaha), 179

 

Moto3: Queda liquida aspirações de Miguel Oliveira

Uma queda logo na primeira volta, na sequência de um erro, comprometeu a corrida de Moto3 de Miguel Oliveira na Austrália, depois de ter partido da oitava posição da grelha, não conseguindo melhor do que o 26º lugar, ficando fora dos pontos.

“Mais uma vez, não arranquei como gostaria e esse é um aspeto que tenho de melhorar. Depois, na travagem para a primeira direita fi-lo de uma forma demasiado forte e fiquei completamente destabilizado, daí que desse um toque no Marquez e caísse. Voltei à corrida, mas distância para os primeiros já era demasiado grande. Esta moto não permite recuperar tempo sozinha e num circuito em que aspiração é importante, torna-se difícil recuperar”, explicou o piloto da Mahindra.

A luta pelo título continua ao rubro e a vitória de Alex Rins, face a Maverick Viñales e Luís Salom, deicxa os dois primeiros separados por apenas cinco pontos a duas provas do final do campeonato.

Classificação após a 15ª das 17 provas do Mundial de Moto3:

1º, Luís Salom (KTM), 300 pontos

2º, Alex Rins (KTM), 295

3º, Maverick Viñales (KTM), 278

4º, Alex Marquez (KTM), 175

5º, Jonas Folger (KTM), 147

6º, Miguel Oliveira (Mahindra), 131

7º, Jack Miller (Honda), 100

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios